quinta-feira, 31 de julho de 2008

Festival dos Oceanos anda de eléctrico!



Durante o Festival dos Oceanos
Figuras marinhas invadem ruas e eléctricos de Lisboa


Ao longo das próximas duas semanas, dezenas de figuras marinhas vão interagir com quem passeia nos eléctricos da Carris pelas zonas ribeirinha e centro histórico de Lisboa.

A iniciativa é do Festival dos Oceanos, animada pela companhia de teatro-circo “Os Trupilariante”.
Belém, Rossio, Praça do Comércio, Chiado, Restauradores e Parque das Nações são os locais onde o comandante Tápa TôTô, com a sua comitiva de figuras marinhas, vai explorar os hábitos culturais dos habitantes da pitoresca cidade de Lisboa.
O comandante viaja num submarino, acompanhado pelo seu imediato, pelo cozinheiro e por uma comitiva de anémonas, uma sereia, um dragão marinho com dois cavaleiros de Neptuno e um polvo.
Os actores que encarnam estas personagens exóticas interagem com o público, num pequeno desfile que conjuga as artes circenses com o teatro físico de relação directa com os espectadores.
Mas a expedição do comandante Tápa Tôtô começou muito antes de chegar a Lisboa.

Uma da Nereidas, filhas de Nereu (deus grego do mar), apaixonou-se pelo cozinheiro da expedição quando este visitou a ilha de Porto Covo.

Para concretizar o seu amor, Nereida pede, então, ajuda à sua prima Ninfa e, juntas, elas viajam até Lisboa, onde saem e entram em eléctricos, percorrendo as várias linhas da cidade à procura do cozinheiro.
As linhas 15 (Praça da Figueira – Algés) e 28 (Martim Moniz – Campo Ourique) da Carris serão o palco da busca destas duas personagens, que ao longo do percurso das duas carreiras vão proporcionar momentos diferentes aos utilizadores dos transportes públicos.
Ao longo de uma década de existência, a companhia “Os Trupilariante”, composta por elementos com formação artística e técnica diversas, conta com várias dezenas de espectáculos e animação de teatro-circo.

Do currículo da companhia constam actuações no Teatro da Trindade, Teatro Maria Matos, Teatro D. Maria II, no Centro Cultural Olga Cadaval (Sintra), em diversos programas televisões, participações em festivais múltiplos e na EXPO’98.
O Festival dos Oceanos começa este sábado e prolonga-se até dia 16, com duas dezenas de eventos gratuitos que vão tornar a capital mais viva ao longo do mês de Agosto.

A iniciativa é do Turismo de Lisboa e conta com o apoio da Câmara Municipal e do Casino Lisboa.


Animação de Rua
3
Padrão do Descobrimento e Rossio

4
Gare do Oriente e Rossio

5
Praça do Comércio e Belém

6
Jerónimos e Gare do Oriente

7
Pavilhão Atlântico e CCB

8
Pavilhão Atlântico e Chiado

9
Pavilhão Atlântico e Praça do Comércio

10
Pavilhão Atlântico

11
Praça do Comércio e Gare do Oriente

12
Gare do Oriente



Animação nos Eléctricos

2
Linha 15 11h -13h
Linha 28 17h – 19h

3
Linha 28 11h -13h
Linha 15 17h – 19h

4
Linha 15 11h -13h
Linha 28 17h – 19h

5
Linha 28 11h -13h
Linha 15 17h – 19h

6
Linha 15 11h -13h
Linha 28 17h – 19h

7
Linha 28 11h -13h
Linha 15 17h – 19h

8
Linha 15 – 11h -13h
Linha 28 17h – 19h

9
Linha 28 – 11h -13h
Linha 15 17h – 19h

10
Linha 15 – 11h -13h
Linha 28 17h – 19h

11
Linha 28 – 11h -13h
Linha 15 17h – 19h

12
Linha 15 – 11h -13h
Linha 28 17h – 19h

13
Linha 28 – 11h -13h
Linha 15 17h – 19h

14
Linha 15 – 11h -13h
Linha 28 17h – 19h

15
Linha 28 – 11h -13h
Linha 15 17h – 19h

16
Linha 15 – 11h -13h
Linha 28 17h – 19h

Novidades MTV


O video clip dos SKEWER "STAYED" estréia de quinta para sexta dia 31.07.2008 na MTV Portugal no programa "HEADBANGERS BALL".
Em Agosto na MTV Brasil.
Brevemente na MTV ADRIA (Eslovenia).
Pessoal interessado em ajudar na Whatever Tour por favor entrar em contacto com Margarida 917745272 ou m_pombeiro@meo.pt

Queer Lisboa 12 arranca em setembro


Queer Lisboa 12

12º Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa

19 a 27 de Setembro de 2008

Cinema São Jorge


O Queer Lisboa vai contar com a sua 12ª edição, oportunidade para assistir à mais recente produção cinematográfica mundial de temática gay, lésbica e queer.

O Festival conta com três secções competitivas: Prémios de Longa-Metragem (melhor filme, melhor actor e melhor actriz), Documentário e Curta-Metragem (prémio do público). Novidade da presente edição é uma nova secção denominada Queer Art, onde o cinema se cruza com as artes plásticas, sob duas perspectivas: por um lado, uma mostra de produções recentes que exploram os limites das linguagens, géneros e narrativas cinematográficas; e, por outro, obras documentais e de ficção que retratam personagens de renome do mundo das artes visuais.

Entre os filmes a exibir nesta secção conta-se, em estreia nacional, o documentário With Gilbert & George (Reino Unido, 2007, 104'), realizado por Julian Cole, sobre a dupla de artistas londrinos.

Em retrospectiva, nesta mesma secção, será apresentado o clássico A Bigger Splash (Reino Unido, 1975, 105'), realizado por Jack Hazan, uma docu-ficção protagonizada pelo pintor David Hockney.

Nas secções paralelas, proposta para um conjunto de 3 mostras e ciclos temáticos, acompanhados de debates, com um conjunto de personalidades nacionais e internacionais: um ciclo sobre Religião e Homossexualidade; um olhar sobre a Guerra Colonial; e um outro ciclo de cinema sobre O Obsceno, comissariado pela ensaísta e programadora alemã Manuela Kay. Um ciclo especial, denominado Queer TV, vai exibir algumas produções recentes de documentários televisivos, adaptados ao grande ecrã, onde serão explorados alguns dos grandes temas que fazem a actualidade da cultura e das comunidades queer.

A secção Queer Pop, uma aposta ganha da edição anterior do Queer Lisboa, regressa com 3 sessões que exploram o cruzamento de diferentes estéticas queer, com o universo da música pop.

Entre outras, oportunidade também para assistir ao Ciclo Positivo sobre o impacte do VIH / Sida na sociedade actual, e as sessões especiais do Queer Market, com lançamentos de DVD no mercado nacional, para além da venda de livros e DVD no foyer do Cinema São Jorge.

A programação completa do Queer Lisboa 12, elenco do Júri Internacional, convidados oficiais e eventos paralelos, serão anunciados em Conferência de Imprensa a decorrer no dia 9 de Setembro, às 11h00, no Cinema São Jorge.

Hoje Teatro na RTP


O TEATRO ESTÁ DE VOLTA AO ECRÃ DA RTP1 PELAS 23H10


“COÇAR, ONDE É PRECISO”


José Pedro Gomes, apresenta as várias facetas do "portuga"...

Uma peça sobre um homem incomodado, inquieto e muito, muito...humorado.

Bem ou mal, mas humorado, dá-nos o seu ponto de vista sobre a velhice, as tabuletas, os mirones e muito mais...

Sozinho em palco, José Pedro Gomes convida o espectador a reflectir, sempre com muito humor, sobre a velhice, e outros pequenos - ou grandes - tiques dos portugueses.


Quando vai de férias quantas malas leva?Diz "bom dia" quando entra num elevador?Costuma agradecer quando lhe abrem a porta?Será o sexo mesmo importante para si?Defende as suas opiniões ou fica à espera que alguém faça alguma coisa?


Textos e Interpretação – José Pedro Gomes

Direcção – Sónia Aragão e José Pedro Gomes

Desenho de Luz – Paulo Sabino

Adereços – Marinel Matos

Worten leva premiados em auto caravana ao Sudoeste



Vencedores de passatempo vão de auto caravana até ao Sudoeste


WORTEN LEVA ROCK RENDEZ WORTEN
AO FESTIVAL SUDOESTE


A Worten associa-se novamente à agenda musical do País e marca presença no Sudoeste TMN, com um espaço onde a música e a animação serão uma constante.
Além das habituais animações a que já nos habituou nos anteriores festivais Verão (Super Bock Super Rock, Optimus Alive e Delta Tejo), a Worten tem grandes novidades para o Sudoeste TMN.
Utilizando o rio do recinto, a Worten vai proporcionar mais duas animações muito originais.

O Esfrega aqui, cujo objectivo passa por juntar três duplas de cada vez e, com um creme solar bem pastoso, fazer com que uma pessoa de cada dupla espalhe o creme até desaparecer.

Temos ainda o Kayak in Nodjo, uma prova que consiste em ter dois kayaks alinhados e, ao sinal do brigadeiro, estes partem em direcção à bóia Worten.

Os participantes movimentam os kayaks com remos em forma de guitarra.

No final, haverá prémios para todos os participantes.
Worten On Tour foi uma outra iniciativa, desta vez pré-Sudoeste, que consistiu num passatempo online em que os participantes tinham de enviar uma foto sua com três amigos, numa atitude e postura bem rockeira.

Os oito vencedores já foram apurados, ganhando um prémio muito especial…

Partem, no dia 6 de Agosto, em duas auto caravanas em direcção à Zambujeira do Mar.

Com um pormenor: essas auto caravanas serão o seu “hotel” durante os dias do festival.
Um prémio bem RRW.

Jogar online: umas férias diferentes!



POKER ISLAND: A Ilha de Sonho da bwin!
O primeiro reality show online


Jogar Póquer à sombra das palmeiras: basta aceder a www.bwin.com/pokerisland e os amantes de póquer poderão desfrutar de um Verão de luxo na Poker Island!

A bwin, empresa líder de entretenimento online, convida os amantes de póquer a passarem umas férias perfeitas numa ilha de sonho: a Poker Island.

Até 31 de Outubro, todos os fãs de póquer a precisar de adrenalina terão a oportunidade de jogar em www.bwin.com/pokerisland por umas luxuosas férias de Verão no Mediterrâneo. Durante 14 semanas, cinco participantes irão, de cada vez, jogar na disputa pelo seu lugar na grande final da Poker Island.

Nestes torneios semanais quem perde sai e só três poderão passar à semana seguinte.

Toda esta novela poderá ser acompanhada a qualquer hora, em directo, em www.bwin.com/pokerisland.

Entre 16 de Julho e 31 de Outubro a bwin envia, em cada semana, dois novos entusiastas de póquer para a ilha paradisíaca que preparou para eles!

Na Poker Island podem desfrutar de uma mansão de luxo com piscina, chauffeur e catering de primeira classe, assim como fantásticos desportos de acção, incluindo parapente, Jet Ski e BTT. E para mais emoção, terão torneios diários de póquer! Ou vence ou está fora .

Todas as semanas, dois candidatos têm de fazer as malas e deixar a PokerIsland para dar lugar a dois novos jogadores.
A grande final, em Outubro, marcará o fim da série de torneios.
Na grande final, todos os vencedores semanais terão a oportunidade de jogar para o fantástico primeiro prémio: integrar a equipa bwin em exclusivo durante um ano e participar em todos os grandes eventos de póquer por todo o mundo!
Está na hora de alcançar a ilha!

Os jogadores podem qualificar-se para a ilha nos nossos torneios Freeroll.

Os torneios de qualificação para a Poker Island alteram-se todas as semanas, alterações anunciadas regularmente em www.bwin.com/pokerisland.

A emoção é gratuita e não é necessário buy-in para a qualificação.




Pussycat Dolls na PokerIsland!


O ambiente está a aquecer na Ilha do Póquer: uma das mais famosas girls band do mundo – as Pussycat Dolls – vai visitar a ilha!


Os fãs de póquer e das Pussycat Dolls poderão ter a oportunidade de estar presentes no concerto e fazer as cantoras suar numa mesa de póquer debaixo do sol de verão.

Emocionantes torneios de póquer, um concerto privado das Pussycat Dolls e uma fantástica festa after-show com a Nicole Scherzinger na PokerIsland com a bwin.

Todos podem tentar a sorte entre 28 de Julho e 9 de Agosto e entrar no paraíso do póquer e estar na ilha com as Pussycat Dolls: só têm de vencer os seus adversários num de dois torneios de qualificação em www.bwin.com.

Recordar e sonhar com a música de Carlos Paião!

"Reviver Carlos Paião, 20 anos depois"



Compositor, intérprete e instrumentista, Carlos Paião produziu mais de quinhentas canções, transformando-se num artista intemporal, cuja obra continua viva na memória dos que o conheceram e admiraram.

No ano em que se cumprem 20 anos desde a morte de Carlos Paião, para muitos um dos melhores compositores portugueses da segunda metade do século XX, dois jovens e talentosos cantores - Ricardo Soler, finalista invicto da 'Operação Triunfo', e Inês Santos, vencedora do 'Chuva de Estrelas' - unem-se num projecto que visa homenagear e relembrar os maiores sucessos de Carlos Paião.

Intitulado "Carlos Paião, 20 anos depois", o espectáculo oferece a possibilidade de reviver uma das figuras mais queridas e de maior sucesso da música popular portuguesa dos anos 80, dando a oportunidade de escutar num concerto único, temas como Cinderela", "Pó de Arroz" ou "PlayBack".

O espectáculo irá deslocar-se pelo país e ilhas, tendo a estreia marcada já para o próximo dia 1 de Agosto, pelas 21 horas, no Terraço do Palácio do Gelo, em Viseu.

Ocean Parade começa a 2 de Agosto



Em defesa da Terra
Ocean Parade Rádio Comercial abre a 5.ª edição


A Ocean Parade Rádio Comercial, o espectáculo que abre o Festival dos Oceanos, no dia 2 de Agosto, no Parque das Nações, em Lisboa, constitui um grito de alerta para os graves riscos que o planeta Terra corre e para a necessidade de preservar a biodiversidade.


Trata-se de um desfile protagonizado por dezenas de bailarinos e outros artistas que, em carros alegóricos ou estrategicamente situados ao longo do percurso, interagem com o público, numa atmosfera de elevada componente cénica e musical, potenciada por efeitos especiais.
O apelo simbólico que o Planeta dirige ao Homem, juntando os quatro elementos da NaturezaTerra, Ar, Água e Fogo – com vista à salvação, é lançado a partir de um carro que abre o cortejo, secundado por outras quatro viaturas.
À medida que avançam – do Oceanário ao Pavilhão Atlântico, os veículos vão juntando os guardiães de cada um dos quatro elementos naturais para, todos juntos, salvarem o Planeta Terra da ameaça que sobre ele paira e, em simultâneo, restituir-lhe o tão desejado equilíbrio.


No Oceanário, ponto de partida para uma viagem mágica, elementos do fundo do mar participam num Bailado da Água, a “Fonte de Vida” inspiradora do homem.

O Guardião da Água, simbolizado por uma gota, junta-se ao desfile, seguindo o carro mensageiro.
Como se de uma história se tratasse, ao chegar ao Pavilhão do Conhecimento o Ar “abraça” a Água, num encontro celebrado com bolas e balões que se fundem numa paleta de cores, em analogia à vida.

A soprano Catarina Sereno dá, então, voz a uma “deusa”, acompanhada pelo som de uma harpa.
Aos guardiães do Ar e da Água, junta-se no Casino Lisboa, nesta luta pela defesa do planeta, o Guardião da Terra.

O Ar acorda, então, os filhos do vento, que transformam as suas acrobacias em mensagens para a Terra, numa coreografia aérea e arrojada.
Sob a pala do Pavilhão de Portugal, os três guardiães acariciam a esfera terrestre, produzindo sons naturais, cujo ritmo, num convite à participação do público, se transforma num hino à energia gerada pela Terra, libertando o Guardião do Fogo.

A magia em torno do momento é sublinhada pelo trio portuense Olive Tree Dance, que mistura os ritmos tribais com a dance music.
Com a união dos quatro elementos naturais, o Planeta Terra recupera, finalmente, o seu equilíbrio, garantindo a vida e o bem-estar do homem.
Um grandioso espectáculo pirotécnico, a realizar junto ao Pavilhão Atlântico, tendo o rio Tejo como pano de fundo, assinala a magia da vida, num misto de cor, formas, movimento e som.
Com direcção artística de Paulo Pereira, a produção da Ocean Parade Rádio Comercial está a cargo da Realizar, responsável pelos espectáculos de “Apresentação das Novas Sete Maravilhas do Mundo e de Portugal” (2007) e de “Em Busca da Atlântida Perdidas”, na Torre de Belém, na edição do ano passado do Festival dos Oceanos.


Percurso da Ocean Parade


Oceanário (átrio exterior) – ponto de partida, com o elemento Água
Pavilhão do Conhecimento – onde entra o elemento Ar
Casino Lisboa – junta-se o elemento Terra
Pala do Pavilhão de Portugal – entrada do elemento Fogo
Rossio dos Olivais – união dos quatro elementos
Pavilhão Atlântico – celebração à vida e à recuperação do equilíbrio do Planeta Terra

Mais uma festa no Maxime!!! Agora de Bikini!


IRMÃOS CATITA . FESTA BIKINI

1 DE AGOSTO . MAXIME

Mais um verão, mais uma rodada, mais uma viagem!

Dia 1 de Agosto há fogo-posto no Maxime! É mais uma Festa Bikini, com os tórridamente loucos Irmãos Catita!

A Festa Bikini II é o concerto mais fashion da pilly season! Um acontecimento ímpar! Uma lufada de gás fresco na aparvalhada Lisboa de Agosto!

Venham aos magotes, em grupos ou a solo, mas é para esgotar a cerveja, o capilé e os pirolitos!Como sempre, haverá ingressos grátis para garotas em bikini.

E como no ano transacto – na festa “Cú ao Léu em Carcavelos” – a afluência de bikinis foi esmagadora, apresentamos este ano a novidade “Tudo Grátis” (entrada, mesa e bebidas) para garotas em monokini!

Mas, “kinis” à parte, o que interessa é a música! Prestes a lançar o seu novíssimo CD “Mamas Al Ajillo”, os intérpretes de “Conan O Homem Rã” convidam toda a cidade para o seu baile-destilaria que marca o pico do verão!

Vamos a elas, rapaziada!
sexta . 1 agosto 08 .
bilhetes € 10,00
entrada grátis para miúdas em bikini


Na Byblos acontece...



Sexta-feira, 1 › 15h00 › Juniores
Navio de letras - Jogo de Verão Byblos


Um jogo para leitores em férias, ou uma forma de usar o mês de Agosto para descobrir novas letras e o prazer dos livros.

Porque os tesouros também podem ser feitos de palavras, a Byblos propõe a grupos de crianças e jovens (dos 5 aos 13 anos, com variantes para os diversos conjuntos etários) a realização de um concurso em que os participantes são desafiados a ultrapassar diversas fases.

Tudo à volta de títulos literários que têm conquistado os mais jovens e que aqui são o ponto de partida para uma aventura de Verão na maior livraria do país.


Inscrições abertas para crianças entre os 5 e os 13 anos, durante o mês de Agosto, através do e-mail geral@byblos.pt ou do telefone 707 227 766.

Mais informações em http://www.byblos.pt/.

Catarina Furtado foi à Guiné em Missão de Boa Vontade



Catarina Furtado esteve na Guiné-Bissau entre 19 e 27 de Julho no âmbito da sua missão como Embaixadora da Boa Vontade do UNFPA.

Durante este período Catarina Furtado constatou as carências deste país no que se refere às questões de saúde materna e neo-natal.

No dia 20 de Julho, num ambiente descontraído e informal, que contou com a presença da Ministra da Saúde da Guiné-Bissau, do representante do UNFPA e várias entidades oficiais locais, Catarina Furtado colocou a 1ª Pedra para a construção do bloco de partos e operatório do Hospital Distrital de Gabu, localidade a 200Km da capital da Guiné-Bissau.

O trabalho desenvolvido por Catarina Furtado foi elogiado por todos os presentes, tendo sido destacado o seu papel determinante para a angariação de fundos par esta causa tão nobre que visa a redução da mortalidade materna e neo-natal da Guiné-Bissau.

Alverca do Ribatejo promove Jogos Tradicionais



‘Jogos Tradicionais’
no Núcleo Museológico de Alverca do Ribatejo


A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, através do Museu Municipal, está a promover nos meses de Julho, Agosto e Dezembro, no Núcleo Museológico de Alverca do Ribatejo, uma nova iniciativa denominada “Famílias no Museu”.
O objectivo desta acção é a abertura das portas do Museu a todas as Famílias (pais, filhos,
tios, avós, netos), para o desenvolvimento de visitas, ao mesmo tempo que podem divertir-se
participando em actividades como jogos tradicionais, oficinas de artes de lã e música tradicional.
A segunda sessão de “Famílias no Museu” teve lugar no passado Domingo, dia 20 de
Julho, entre as 15.00 e as 17.00 Horas.


Partindo da visita à Exposição “Alverca – Da Terra às Gentes”, que ilustra as actividades
tradicionais, pretende-se recordar que, para além do trabalho, a população dedicava o seu
tempo de lazer a diversas actividades, nomeadamente jogos tradicionais.

Por essa razão, após a visita, as Famílias são convidadas a participar em diversos jogos tradicionais, que estarão disponíveis no Largo do Museu.

Mais uma edição do Rali da Madeira




49.ª Edição Rali Vinho da Madeira



A 49.ª edição do Rali Vinho da Madeira, prova integrada no Intercontinental Rally Challenge (IRC) acontece entre 31 de Julho e 2 de Agosto.

Os concorrentes têm de percorrer uma extensão de aproximadamente 880km, em duas etapas, num total de 21 classificativas.
O Rali Vinho Madeira tem início na quinta-feira, dia 31 de Julho, com a disputa da especial da Avenida do Mar, marco histórico da prova madeirense e onde se juntam milhares de adeptos do desporto automóvel.

Seguem-se no dia 1 de Agosto mais 12 especiais de classificação: Campo de Golfe, Terreiros, Serra d’ Agua/Rosário, Boaventura/Cabanas, Santana e Referta.

No último dia de prova, os melhores pilotos europeus, nacionais e regionais vão enfrentar 8 provas de especiais: Paul da Serra, Ponta do Pargo/Santa, Rosário/Serra d’Agua e Chão da Lagoa.
De salientar que pela primeira vez, este ano, uma das classificativas do Rali Vinho da Madeira decorre no concelho de Santana.
A lista de inscritos apresenta pilotos oriundos de oito nacionalidades, Portugal, Espanha, Bélgica, França, Itália, Finlândia, Turquia e Polónia.

Dos 61 inscritos, 46 têm nacionalidade lusa, enquanto os restantes 15 chegam de outros países.
O Rali Vinho Madeira é uma das mais importantes provas do Campeonato Europeu de Automobilismo e a maior manifestação automobilística da Região Autónoma da Madeira. Entre as 61 equipas presentes, esperam-se nomes consagrados do automobilismo mundial como Luca Rossetti, Nicolas Vouilloz, Giandomenico Basso, vencedor das duas últimas edições, e Renato Travaglia, também já vencedor do Rali Vinho Madeira.

Bruno Magalhães, José Pedro Fontes e Alexandre Camacho são os pilotos lusos com grandes hipóteses nesta prova.

Festival de Folclore em Braga


PROGRAMA

31 Julho, quinta-feira

16h00
- animação folclórica com os grupos participantes nas praças e ruas do centro da cidade;
19h30 - jantar e “verde d’honra” oferecido pelo Município, no Regimento de Cavalaria 6;
21h30 - Avenida Central - desfile em palco.

1 de Agosto, sexta-feira

21h30 - Avenida Central - Primeira Passagem dos Grupos

Grupo de Danças “Djangar”
(República de Kalmykia – Rússia)

Oriundo da República da Kalmykia (sul da Rússia), o Grupo de Danças “Djangar” foi fundado em 1974 por estudantes da universidade estatal de Kalmykia e de outros centros educacionais.
Composta por estudantes do Departamento de Folclore da Escola de Arte, a orquestra que acompanha o grupo de danças apresenta um reportório interpretado em instrumentos tradicionais do Leste Europeu, correspondendo igualmente à mais autêntica tradição de Kalmykia.
Para além dos prémios conquistados no seu próprio país e na Rússia, o Grupo de Danças “Djangar” destacou-se ainda nas participações em festivais na antiga Checoslováquia, Mongólia, França, Holanda e Alemanha.

Grupo de Danças Aires D’Andratx
(Ilhas Canárias – Espanha)

O Grupo Folclórico “Aires d’Andratx” foi formado em 1986 por um conjunto de admiradores do folclore e das tradições locais.
Com um corpo de baile composto por 40 elementos e uma tocata que interpreta reconstituições de antigas melodias, o agrupamento espanhol recorre a instrumentos tradicionais – gaita, flauta maiorquina, tambor, “bandurria”, alaúde, violino e guitarra – para apresentar um reportório constituído por boleros, jotas, fandangos, copeos e “mateixes”.
Com origem na “Escuela Bolera” do século XVIII, as coreografias apresentadas constituem, para este agrupamento, um jogo de sensualidade, «porque o baile é marcado pela insinuação erótica da mulher, que é seguida pelo homem em movimentos de imitação», justificam.
Nesta performance, marcada pela improvisação e pelo espírito festivo, a mulher apresenta-se trajada à moda popular maiorquina do séc. XIX, envergando tanto trajes de faena como de festa, compostos por peças que atingem os 150 anos de existência.

Grupo de Danças “Zora” – Sérvia

Apesar do seu ainda recente percurso, que teve início em 1999 como secção musical da escola “Stari Grad”, de Belgrado, o Grupo de Danças “Zora” é constituído actualmente por duzentos elementos.
Tendo por objectivo a promoção da cultura tradicional sérvia junto das novas gerações, para além da intensa actividade na República da Sérvia, o agrupamento já se apresentou, contudo, em festivais na Itália, Rússia, Hungria, Ucrânia, França, Turquia, Bulgária e mesmo Portugal, onde marcou presença, em 2007, no Festival de Torres Novas (Santarém).

Grupo Folclórico da Casa do Povo de Lomar - Braga

O Grupo Folclórico da Casa do Povo de Lomar surgiu na sequência das rusgas que se organizavam na freguesia para participar nas Festas do São João.
Pretendendo manter essas tradições e costumes antigos, um conjunto de elementos decidiu, em 1979, fundar um grupo de folclore.
Durante os quase trinta anos de existência, percorreu o país inteiro, com inúmeras participações em festivais, festas populares e convívios, exibindo as músicas e as danças tradicionais do Baixo Minho, nomeadamente viras, chulas e malhões.
É composto por cerca de 40 elementos que envergam os trajes tradicionais da região – capotilha, de feira, de campo, da encosta e da ribeira –, sendo a tocata constituída por ferrinhos, concertina, bombo, viola braguesa, violão, cavaquinho e reque-reque.

Ballet Tradicional “Kilandukilu” – Angola

O Ballet Tradicional Kilandukilu, grupo de dança e música tradicional que surgiu em 1984 no Bairro Maculusso, em Luanda, escolheu o seu nome a partir de um vocábulo do dialecto kimbundo, que significa divertimento, e definiu como seu principal objectivo a divulgação da cultura musical africana, representada na exibição das danças e dos instrumentos tradicionais do continente.
Com quase um quarto de século de actividade, o Kilandukilu tem vindo a apurar o seu estilo e a diversificar o seu reportório, designadamente através da dança folclórica, recreativa, tradicional e contemporânea, danças guerreiras, fúnebres e rituais, facto que lhe tem garantido a participação em inúmeros eventos, não só em Portugal e Angola, mas também em países tão distantes como Coreia do Norte, Noruega, Suécia, Rússia, Polónia, África do Sul, Brasil, Alemanha, Cuba e Japão.

Rusga de São Vicente – Grupo Etnográfico do Baixo Minho

A Rusga de São Vicente, formada em 1965, apresenta-se trajada à moda camponesa de finais do século XIX, princípios do século XX, envergando os espécimes mais identificativos das diferentes zonas que compõem a região geo-etnográfica do Baixo Minho.
Elementos femininos e masculinos vestem trajes de trabalho e de festa ou domingueiro, merecendo especial destaque, devido à sua riqueza e beleza, os trajes de casal de noivos.
De entre os trajes femininos, salientam-se os do Vale do Cávado, Vale d’Este, da Ribeira e da Encosta.
A Rusga de São Vicente tem participado em inúmeros festivais, congressos, festas, romarias e encontros, levando um vasto reportório de danças e cantares, com o respectivo movimento, ritmo e cor a várias regiões do país e ao estrangeiro, designadamente a França, Espanha, Alemanha, Bélgica, Itália, Marrocos e Grécia.

2 de Agosto, sábado

21h30 - Avenida Central - Segunda Passagem dos Grupos

Grupo de Danças “Erani” – Geórgia

Oriundo de um dos mais antigos países do mundo, mundialmente conhecido pelas suas belezas paisagísticas, o Grupo Folclórico “Erani” é o reflexo da grande dedicação do povo georgiano às tradições mais antigas, à vida espiritual, à história e à música e dança folclórica.
No seu reportório, o grupo “Erani” faz uma demonstração das diferentes zonas etnográficas da Geórgia, através da interpretação de músicas e canções líricas, alegres e divertidas.
Fundado em 1998, este agrupamento já viajou por vários países da Europa, destacando-se pelas participações em festivais internacionais na Polónia, Bulgária, Ucrânia e Turquia.

Associação Cultural Folclórica “I Picciotti da Purtedda”
(Agrigento, Sicília, Itália)

Grupo de Danças “Enigma 92” - Venezuela

A organização “Enigma 92” foi criada em 1992, em Píritu, Venezuela, segundo a direcção de Froilan Mujica Gallegos, tendo por objectivo a investigação, promoção e difusão da música tradicional venezuelana, nos estilos popular, nacionalista e contemporâneo.
Apesar da sua ainda recente actividade, este agrupamento já participou em festivais de dança em Itália, México e Colômbia.
Na sua apresentação em Braga, o colectivo faz-se acompanhar pelo Grupo Maisanta, do Município Ospino.
Fundado em 1998, este segundo agrupamento surgiu com o propósito de difundir a música popular venezuelana, interpretando ritmos tão envolventes como as “parrandas fulias”, os “calypsos” e o “el Joropo”.
Tal como o “Enigma 92”, o Grupo Maisanta também se apresentou internacionalmente, actuando em Espanha, Itália, Colômbia e Atalanta.

Rancho Folclórico da Boidobra – Covilhã, Beira Baixa

Considerado um dos principais embaixadores da cultura tradicional da Beira Baixa, o Rancho Folclórico da Boidobra foi fundado em 1972.
Dedicando-se à reprodução fiel dos trajes de trabalho e romaria da região, que exibe em todas as coreografias, o grupo compõe-se ainda por uma tocata, constituída por intérpretes de concertina, viola beiroa, bandolim, gaita de beiços, ferrinhos, bombo, adufes e castanholas.
Pertencendo a uma zona de grande aptidão agrícola, a Cova da Beira, o rancho constituiu ainda um núcleo museológico com as alfaias que estiveram ligadas à cultura do feijão, do centeio, do trigo, do milho, da batata e do vinho.
Tal trabalho de pesquisa e recolha tem vindo a permitir ao rancho a realização de colóquios, exposições e a recriação de tradições que se foram perdendo ao longo do tempo, com especial destaque para os martírios, as janeiras, e as sachas.
O colectivo que já actuou em Espanha, França e Alemanha, tem uma forma muito original de apresentar as suas actuações que lhe valeu o prémio de melhor espectáculo folclórico no Concurso Etnográfico Henrique Rabaço, em 2005 e 2007.
Grupo Folclórico Gonçalo Sampaio - Braga

O Grupo Folclórico Gonçalo Sampaio é o colectivo mais antigo da região do Baixo Minho e um dos mais antigos e representativos de Portugal.
Formado em Braga, em 1936, com o objectivo de recolher e divulgar o folclore do Baixo Minho, participou activamente no movimento nacional em marcha, dedicando-se à preservação das suas tradições populares.
O grupo apresenta-se em trajes tradicionais da região de Braga do século XVIII, sendo de destacar entre eles os trajes de Capotilha, de Encosta, de Val d’Este e sua variante de Sequeira.
A sua “ronda”, das mais típicas, é constituída por concertinas, cavaquinhos, violas braguesas e violões, bombo, ferrinhos, castanholas e castanhetas, conforme as zonas de recolha das danças. Para além de duas publicações de reconhecido mérito, “Cancioneiro Minhoto” (da autoria Gonçalo Sampaio) e “Danças Regionais do Minho” (de Mota Leite), o grupo dedica-se também à conservação de instrumentos musicais, trajes regionais e lenços de pedidos, destinados à concretização do que pretendem que seja o Museu Regional Mota Leite.

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Dia da Conservação da Natureza assinalado com Exposição


Fotografias de Pedro Narra
Exposição sobre o Estuário do Sado assinala
Dia da Conservação da Natureza



A exposição “Momentos no Estuário do Sado”, da autoria do fotógrafo Pedro Narra, foi inaugurada na Herdade da Comporta, para assinalar o Dia Nacional da Conservação da Natureza.
A exposição, patente no Largo de São João, na Comporta, até 25 de Agosto, apresenta um conjunto de imagens que o conceituado fotógrafo de natureza Pedro Narra produziu no Estuário do rio Sado.

Pedro Narra é natural de Setúbal e elege a Natureza como tema das suas fotografias.

Tem viajado pelo mundo, desde a Antárctida a África, fotografando a vida selvagem e publicou várias reportagens, nomeadamente na National Geographic e na Rotas & Destinos.

O fotógrafo vive em Tróia, uma das portas de entrada do Estuário do Sado, que considera ser o seu estúdio.

É igualmente o fundador da Vertigem Azul, empresa pioneira de observação de golfinhos do Sado.

A exoneração de Carlos Fragateiro


CARLOS FRAGATEIRO : UM DESPEDIMENTO SEM JUSTA CAUSA!
Hoje, pela manhã, Carlos Fragateiro comunicou, aliás confirmou, à comunicação social que tinha sido exonerado das suas funções como Director do Teatro Nacional de D.Maria II.

Porquê? Mistério
Razões aduzidas e lógicas? Não há

Conversa com o Ministro? Impossivel


Perante isto e sejam quais forem as razões que levaram a este despedimento sem justa causa( o que parece não será permitido pelo Código de Trabalho mesmo depois da remodelação) parece-nos muito pouco curial que depois de se assumir um cargo governativo não se recebam os agentes que estão sob a sua tutela.
E mais que se convidem outros para o lugar quando este ainda está preenchido.

E segundo Carlos Fragateiro desde a tomada de posse deste Ministro da Cultura que qualquer contacto com ele lhe foi vedado.

Afirma o ex-director- a quem aliás foi proibida a realização da conferência de Imprensa no espaço do Teatro, polícia à porta a não permitir a entrada- que desde o princípio do ano tentava falar com o titular da pasta da Cultura mas em vão.
Disponibilidade nula. Só um assessor o recebia. Ninguém tem nada contra os assessores mas eles terão as suas funções que não serão certamente de governação. A menos que alguma coisa tenha mudado e não tenhamos dado por isso!

Carlos Fragateiro, cujo trabalho temos acompanhado de perto, conseguiu no meio de vicissitudes imensas dar um impulso ao tenebroso e vetusto Teatro Nacional de D.Maria II. Abriu-lhe as portas e deu-lhe novos espaços, novos palcos.
Exportou trabalho português que deixou assim de ficar estagnado em território nacional.

Fez parcerias, organizou Mostras de Teatro Internacional, e levou à cena peças de vários estilos e gostos.

Pedradas no charco da estagnação cultural em que se pretende manter o País?

Não chegaram 48 anos?

Carlos Fragateiro vai regressar à sua Universidade, vai descansar e vai certamente seguir com atenção o desenrolar desta história muito mal contada.

Será que o mistério será um dia desvendado?

Entretanto o ex- director do Teatro de D.Maria II interpôs procedimento judicial contra aquilo que considera uma ofensa ao seu bom nome e não só.

Resta-nos aguardar o desenrolar dos acontecimentos e ... que o mistério se resolva.

Filmes Atalanta - Notícias


AMOR DE PERDIÇÃO em Competição Oficial
no Festival de Locarno



Paulo Branco marca presença, uma vez mais, num dos mais importantes festivais internacionais de cinema, desta vez com Um Amor de Perdição, filme do realizador Mário Barroso, seleccionado para a Competição Internacional do Festival Internacional de Cinema de Locarno, a decorrer entre 6 e 16 de Agosto, na Suiça.

Único filme português na principal secção competitiva deste festival, a Competição Internacional, Um Amor de Perdição tem projecção marcada para dia 13 de Agosto.

Este filme é uma co-produção entre a Clap Filmes (Portugal) e a Plateau Produções (Brasil).

Do realizador Mário Barroso, que anteriormente nos trouxe O MILAGRE SEGUNDO SALOMÉ, também com argumento de Carlos Saboga, esta é uma adaptação contemporânea do romance homónimo de Camilo Castelo Branco.

Com Tomás Alves, Patrícia Franco, William Brandão, Catarina Wallenstein, Ana Padrão , Rui Morrison,Virgílio Castelo, Rafael Morais e Ana Moreira nos papéis principais.

A estreia em Portugal está marcada para 2 de Outubro


FANNY ARDANT em Portugal



No momento em que se prepara para rodar o seu primeiro filme, Fanny Ardant veio a Portugal, para fazer casting de actores e répérages.

Encantada com Lisboa, Fanny Ardant decidiu, juntamente com o produtor, Paulo Branco, que esta cidade seria um dos décores do filme, onde está previsto filmar durante uma semana.


A actriz francesa estreia-se enquanto argumentista e realizadora em “Cendres et Sang” uma história de confronto entre dois mundos, em que nos vemos face a uma sociedade regida por um código de honra no qual a tradição e o sangue ditam a lei.

Esta obra será uma co-produção Alfama Films (França) e Clap Filmes (Portugal), e tem início de rodagem previsto para o final de Setembro de 2008.


O CAVALEIRO DAS TREVAS estreia em Portugal


Depois da estreia nos Estado Unidos da América no passado fim-de-semana, onde bateu o recorde com 155.3 milhões de dólares de bilhetes vendidos, chegou a Portugal o filme «O Cavaleiro das Trevas», sequela do êxito de acção Batman – O Início, pela mão do realizador Christopher Nolan e que tem como actor principal Christian Bale, no papel de Batman/Bruce Wayne.


Em «O Cavaleiro das Trevas», Batman continua a sua luta contra o crime.


Com a ajuda do Tenente Jim Gordon e do Procurador Distrital, Harvey Dent, Batman pretende destruir as restantes organizações criminosas que controlam as ruas da cidade.

A parceria parece revelar-se eficaz, até se encontrarem inseridos num reinado de terror, desencadeado por uma mente genial, mas criminosa, mais conhecido pelos assustados cidadãos de Gotham como Joker.


Heath Ledger é o vilão Joker e Aaron Eckhart desempenha o papel do Procurador Distrital Harvey Dent.

Pode encontrar em exibição nos Cinemas Medeia : Monumental-Saldanha (em duas salas), Fonte Nova e Cidade do Porto.

Eunice Muñoz faz 80 anos!!!


EUNICE MUÑOZ: 80 ANOS
HOMENAGEM NA CINEMATECA

Sala Dr. Félix Ribeiro - 31de Julho às 19:00
Com a presença de Eunice Muñoz



Em ano de comemoração de aniversário redondo, Eunice Muñoz (nascida a 30 de Julho de 1928) é reconhecida entre as maiores actrizes portuguesas, num percurso firmado em grande medida no teatro, mas também no cinema.
É a evocação da sua obra no cinema que a Cinemateca propõe, assinalando a data em seis sessões que dão a ver títulos significativos do seu trabalho.
Quer nos anos 40, dirigida por Leitão de Barros, Henrique Campos e Caetano Bonucci, quer nos anos 80, sob a direcção de Fernando Lopes e João Botelho.
Precoces, os primeiros passos de Eunice Muñoz nos palcos foram dados ainda em criança, no Ribatejo, onde vivia com a família.
Depois de se ter mudado para Lisboa, aos 13 anos fez um teste no Teatro Nacional, obtendo um papel em Vendaval, de Virgínia Vitorina.
Em 1943, a Maria em Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett, foi o papel da sua revelação.
O cinema surgiu três anos mais tarde, com CAMÕES em que protagonizou o principal papel feminino, Beatriz da Silva, despeitada personagem imaginária apaixonada pelo poeta.
Na década seguinte, Eunice continuou a representar em cinema, compondo uma série de jovens e temperamentais papeis dramáticos (UM HOMEM DO RIBATEJO e RIBATEJO, de Henrique Campos; NÃO HÁ RAPAZES MAUS, de Garcia Maroto; A MORGADINHA DOS CANAVIAIS, de Caetano Bonucci) mas também na comédia (OS VIZINHOS DO RÉS-DO-CHÃO, de Alejandro Perla).
Em 1955, e de novo durante uma década, o seu caminho inflectiu, reforçadamente, na direcção do teatro.
Foi este o ano da sua consagração como Joana d'Arc numa peça que, em grande parte pelo fulgurante êxito da sua interpretação, recebeu variadíssimos prémios.
De então em diante, somou grandes clássicos e autores portugueses num vasto e variado repertório teatral cujo reconhecimento generalizado, de crítica e de público, não parou de crescer, conhecendo um êxito impar com a sua composição como protagonista de Mãe Coragem, em 1986.
Nos anos 1960, regressou ao cinema com Manuel de Guimarães em O TRIGO E O JOIO a partir do romance homónimo de Fernando Namora (1965), voltando então a repetir um longo período de concentração nos palcos e afastamento das câmaras.
Em 1980, Lauro António dirigiu-a em MANHÃ SUBMERSA, Manoel de Oliveira em LISBOA, CAPITAL CULTURAL (1983), José Nascimento em REPÓRTER X (1986), Fernando Lopes em MATAR SAUDADES (1987) e João Botelho em TEMPOS DIFÍCEIS (1988).
Eunice Muñoz tornou-se entretanto presença regular da ficção portuguesa televisiva, desde que protagonizou, com uma imensa popularidade, A Banqueira do Povo.
Continua a fazer cinema e teatro.

terça-feira, 29 de julho de 2008

Recital em Setúbal!



Bastidores tem novo dono!


Tivemos conhecimento de que o título Bastidores Luxury Magazine foi adquirido por uma editora inglesa, ficando Paula Martin, a sua fundadora, com o cargo de Directora Executiva durante três anos.
Em Setembro, já com a chancela da nova editora, a Bastidores Luxury Magazine sairá para as bancas quase em simultâneo com a nova revista - L&G - uma revista feminina, mensal, para mulheres a partir dos 40 anos; e Ibérica Coast Magazine, inteiramente dedicada ao turismo em Portugal, sendo esta uma publicação bilingue (português/inglês), editada trimestralmente.

Sessão de autógrafos de Mafalda Veiga no Vasco da Gama




No próximo dia 31 de Julho, a partir das 19h00Worten promove sessão de autógrafos com Mafalda Veiga



A Worten do Vasco da Gama recebe no próximo dia 31 de Julho, a partir das 19h00, a Mafalda Veiga para uma sessão de autógrafos, no âmbito do seu mais recente álbum, “Chão".

Lançado em Abril de 2008, o álbum “Chão” tem 12 temas inéditos compostos pela cantora e vem mostrar que apesar de ter estado cinco anos sem gravar, Mafalda Veiga continua a triunfar.

A fim de promover o seu mais recente trabalho, Mafalda Veiga irá estar presente na loja Worten do Vasco da Gama, a partir das 19h00, para uma sessão de autógrafos, permitindo, a todos os visitantes, conhecer pessoalmente a cantora.

Concorra! Ainda vai a tempo!




Fins de semana com música em Vendas Novas


Em Vendas Novas, Noites de Verão

animam fins-de-semana de Julho e Agosto


O Município de Vendas Novas tem vindo ao longo dos tempos a realizar algumas actividades culturais com periodicidade fixa que já se tornaram hábitos adquiridos pela população.

"As Noites de Verão" são um digno exemplo disso.

Com doze anos de existência, já cativou os habitantes do concelho e de quem nos visita, proporcionando animadas e culturais noites ao ar livre.

Entre a música filarmónica, a música portuguesa, italiana, cubana e brasileira, o jazz, bailes, teatro, novo circo, folclore, cante alentejano e fado, os espectáculos decorrem nos fins-de-semana de Julho e Agosto no Jardim Público de Vendas Novas, Jardim do Bairro José Saramago, Parque Desportivo Municipal e o Jardim Público de Landeira.

Todos os espectáculos têm início às 22h00, excepto os assinalados.


Julho

Dia 31 Anfiteatro do Jardim Público de Vendas Novas Espectáculo de novo circo pela companhia catalã "Katraska Cia"

Agosto

Dia 01 Anfiteatro do Jardim Público de Vendas Novas Teatro com o Grupo de Teatro de Vendas Novas

Dia 02 Anfiteatro do Jardim Público de Landeira Teatro com o Grupo de Teatro de Vendas Novas

Dia 02 20h00 Jardim do Bairro José Saramago Baile com Artur Barroso

Dia 03 Anfiteatro do Jardim Público de Vendas Novas Teatro com o Grupo de Teatro de Vendas Novas

Dia 08 Anfiteatro do Jardim Público de Landeira Música com o grupo "Vento Lusitano" Dia 09 Anfiteatro do Jardim Público de Vendas Novas Música com o grupo "Vento Lusitano"

Dia 14 20h00 Ringue do Jardim Público de Vendas Novas Baile com Célia e António Silva

Dia 15 Anfiteatro do Jardim Público de Vendas Novas Noite de Fados com Fernanda Oliveira e convidados

Dia 16 Anfiteatro do Jardim Público de Landeira Música com o grupo "Canto Moço"

Dia 22 Anfiteatro do Jardim Público de Landeira Noite de Fados com Fernanda Oliveira e convidados

Dia 23 Anfiteatro do Jardim Público de Vendas Novas Espectáculo com "O Menino é Lindo"

Dia 29 Jardim do Bairro José Saramago Música com o grupo "Sons do Vagar"

Dia 30 Anfiteatro do Jardim Público de Vendas Novas Espectáculo com o Grupo de Cantares e Música Popular Reformados de Vendas Novas e Cantares da Serra de São Martinho das Amoreiras (Violas Campaniças)

Casa-Museu Miguel Torga

Visite a Casa-Museu Miguel Torga em Coimbra


Os interessados em participar no Percurso Literário Torguiano - projecto que o Município implementa, por forma a que os cidadãos tenham oportunidade de contactar com os locais de referência que marcaram a vida e obra de Miguel Torga em Coimbra - são confrontados com uma explanação geral sobre a vida a obra literária de Torga, havendo oportunidade à leitura de extractos de textos torguianos, sobretudo, dos que o ligam à sua vivência coimbrã.

CASA-MUSEU MIGUEL TORGA
Praceta Fernando Pessoa, nº3
Telefone: 239781345
Horário:
Segunda a Sexta: 14h30 - 18h00
* Sábado: 14h30-18h00
Encerra Domingos e feriados.
* Aberto exclusivamente para visitas em grupo** – mínimo 10 pessoas
** Necessário marcação - tlf:239702630 (Casa da Cultura); tlf:239781345 (Casa-Museu)
Ingressos:
Público em geral: 1,00€
Grupos (mínimo 10 elementos): 0,50€
Escolas de todos os níveis de ensino: gratuito
Acesso Gratuito
Nº mínimo de participantes: 15 pessoas
Necessário marcação: Telef. 239702630; 239781345

É já este mês que várias culturas visitam o nosso pais


FESTIVAL OLLIN KAN DIAS 31 DE JULHO, 1 e 2 DE AGOSTO VILA DO CONDE



Pela primeira vez Portugal vai receber um dos mais importantes festivais do mundo.

Entre 31 de Julho e 3 de Agosto, a cidade de Vila do Conde vai ser a anfitriã do Festival Ollin Kan.

Festival Internacional das Culturas em Resistência Ollin Kan" nasceu na cidade do México e traz-nos a esperança e a fé em nós mesmos, no ser humano e no seu potencial criativo para materializar a beleza, a irmandade o respeito, a paz e a liberdade.

Este Festival move um mundo e nós movemo-nos através das suas latitudes e meridianos, com o impulso de vozes enigmáticas provenientes de terras longínquas e culturas milenares.

Movemo-nos guiados por acordes musicais vindos de instrumentos, que com sábia paixão, foram criados pela consciência de povos que nunca antes estiveram tão próximos.

Esta é uma das raras oportunidades para conhecer povos e culturas que sempre nos pareceram tão distantes.


O ritmo das percussões, os sons envolventes das cordas e as notas dos instrumentos de sopro, emanam de uma maravilhosa diversidade de instrumentos musicais lendários, cuja própria criação sintetiza a história da humanidade e a sua relação com a terra.

Todos juntos viajamos desde as montanhas altas, às imponentes florestas das terras frias, passando pelas férteis planícies de pastores, até aos rios, lagos, mares, cruzando aldeias de pescadores, agricultores e caçadores, até às exuberantes selvas tropicais, passando pelos desertos… enfim por toda a TERRA!

Por tudo isto, pensamos que a música e o intercâmbio cultural vão permitir a todos os que se deslocarem a Vila do Conde possam sorrir, dançar, sonhar e reflectir... algo sem preço, sem bolsa de valores e que se traduz simplesmente em LIBERDADE!


Breve história do Festival


O Festival Internacional das Culturas em Resistência Ollin Kan é uma aproximação a um outro olhar, aquele que resistiu e defendeu as suas heranças e alternativas culturais, sendo um dos festivais mais importantes do mundo.

O Festival Ollin Kan é assim um encontro vigoroso entre os povos que nos brindam com músicas e danças provenientes de todos os continentes.

Sonoridades provenientes do mundo/espaço árabe, flamenco, do fado, da música celta, do reggae, da rumba, da salsa, dos sons jarochos, do Caribe, da música mandinga, do samba, da bossa nova, do tango, da música dos Balcãs e todas as expressões de raiz na sua forma mais pura e nas suas múltiplas fusões com o mundo moderno.

O Festival Ollin Kan tem 4 semanas de duração e oferece 39 cenários.

O crescimento deste festival nos últimos 3 anos foi de 600%, que se manifestou num alargamento da programação, dos palcos e cenários, no impacto dos media, na participação internacional e no público assistente.


PROGRAMAÇÃO


Banda de Tlayacapan – México

Radaid – México

Pibo Marquez - Venezuela

Cheik Tidiane Seck – Mali

Paban das Baul – Índia

Costo Rico – Espanha

Cadência – Espanha

Xarnege – País Basco

Dites 34 – França

Dazkarieh - Portugal

Atlântida – Portugal

MU – Portugal

Batoto Yetu – Portugal/ PALOP

Galandum Galundaina – Portugal

Frei Fado d’el Rei – Portugal

Duo Huong Thanh et Guo Gan – Vietnam/ China

DJ Gringo da Parada – França

Nneka vai actuar em Portugal


Nneka
Novo disco e concertos em Portugal
"No Longer at Ease" é o segundo disco da cantora e compositora nigeriana com residência em Hamburgo.
O primeiro vídeo, "Heartbeat", pode ser visto aqui.
A Uguru tem ainda o prazer de apresentar a cantora ao vivo nos dias 8 de Agosto (Festival do Sudoeste, Zambujeira do Mar), 27 de Outubro (Casa da Música no Porto) e 28 de Outubro no Lux em Lisboa.

Guia da Noite uma revista a ler! É útil!



A revista


O Guia da Noite Lx Magazine é uma revista gratuita de cultura urbana que reúne entrevistas, artigos sobre música, design, novas tendências, e claro os melhores restaurantes, esplanadas, bares e discotecas da capital.
O seu formato de bolso torna-a um acessório imprescindível para entrar na movida lisboeta. Neste número, podemos ler entrevistas com Rita Red Shoes, Cláudia Efe (Micro Áudio Waves), Rodrigo Leão, Alex Cortez (Rádio Macau e Wordsong), Dead Combo, e artigos sobre as Festas Piscadélicas, as batalhas de Ipods, a loja do Cogumelo Mágico, entre outros.
No final, um mini-guia de consulta rápida (onde os fumadores poderão descobrir onde ainda se pode fumar!) e os locais preferidos de algumas figuras públicas.
O Projecto Este projecto da responsabilidade editora 101 Noites engloba quatro suportes: uma revista (Guia da Noite Lx Mag), uma magazine digital (Noitezine), um site (guiadanoite.net) e um livro (Guia da Noite/Restaurantes de Portugal).










No Verão visiste os núcleos museológicos de Coimbra

Espaços Musoelógicos Coimbra
Visitas pedagógicas
Verão 2008


Durante a época estival os museus são importantes pólos de atracção turística. Os públicos que afluem aos Núcleos Museológicos do Museu Municipal – Colecção Telo de Morais [Edifício Chiado] e Núcleo da Cidade Muralhada [Torre de Almedina] podem participar nas actividades do serviço educativo, que consta quer do acompanhamento de visitas aos espaços, quer da realização de actividades que contextualizam os respectivos acervos na relação com o nosso património histórico e cultural.
Edifício Chiado
Colecção de Arte Telo de Morais
Rua Ferreira Borges
Telef. 239840754
INTRODUÇÃO
● O que é um Museu
● Entender os diferentes materiais
VISITA ORIENTADA:
● Núcleo de Cerâmica Chinesa
Chama-se a atenção para os diferentes motivos pintados na cerâmica, as suas formas, etc., podendo relacionar-se com os Descobrimentos e o comércio do Oriente.
● Colecção de Aves da Vista Alegre
Explica-se os vários tipos de pasta de cerâmica e os vários acabamentos, chamando-se a atenção para as cores, etc. Contam-se lendas alusivas às aves.
● Núcleo de Arte Sacra
O Núcleo de Arte Sacra engloba uma imagem da Rainha Santa, que resulta no ponto de partida para lendas e História de Portugal e da cidade de Coimbra.
● Núcleo de Pintura
Aprende-se técnicas de pintura e os suportes utilizados, assim como o que é uma Natureza Morta, um Retrato ou uma Paisagem. As brincadeiras são muitas, como a de entrar o quadro, por exemplo.
ATELIERS
● Expressão Plástica:
● Colagem
● Modelagem
● Pintura
● Dobragens
● Atelier de Rua: À Descoberta da Baixa Coimbrã
Público-alvo: Heterogéneo (crianças, jovens, famílias, idosos, IPSS, instituições de Actividades de Tempos Livres…)
Limite máximo de participantes: 30
Torre de Almedina
Núcleo da Cidade Muralhada
Pátio do Castilho
Telef. 239833771

O Núcleo da Cidade Muralhada disponibiliza Ateliers relacionados com a temática no Núcleo e ateliers específicos de acordo com a exposição temporária patente no espaço.
Além da visita virtual à Torre de Almedina e, neste caso, à exposição “1669: Viagem de Cosme de Médicis a Coimbra”, há a possibilidade de os visitantes participarem em ateliers onde devem, com base em recortes, elaborar trabalhos elucidativos acerca dos costumes medievais, tais como: rotinas diárias, alimentação, vestuário, mobiliário, entre outros.
Com base num desenho de Pier Maria Baldi, exemplar único e fidedigno da cidade de Coimbra do século XVII, os visitantes podem executar um desenho da cidade actual ou de como a imaginariam naquele tempo.
Há, também, a possibilidade de fazer-se um pequeno percurso pedonal que, partindo da Torre de Almedina, passa pela Torre da Contenda, Torre do Anto, Sé Velha , Quebra Costas e termina na Porta da Barbacã.
As actividades do Núcleo da Cidade Muralhada decorrem de Segunda a Sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h30 às 17h30.
HORÁRIO do Museu Municipal [Verão] _ Terça a Sexta-feira: 11h00 – 19h00 Sábado: 11h00-13h00 14h00-19h00
Inscrições e informações: telefone nº239833771.

Exposição de Fotografia de Luish Coelho



ESTREITORAMA

Panoramas Estreitos


Exposição do fotógrafo Luish Coelho




Fotografia Pinhole


“Desde que artistas conceituais começaram a utilizar a fotografia para documentar, registrar ou como elemento participante de seus projetos, ações e performances, este suporte começou a variar o sentido que lhe vinha impondo a própria disciplina, libertando-se de ataduras formais e apontando em outras direções.
Para essa mostra Luish Coelho utiliza a fotografia como meio para construir e desenvolver uma sintaxe plástica por onde circulam diferentes atitudes de pensar criticamente a realidade.


A intenção do artista é mostrar diferentes fragmentos de um mesmo universo.


Cheias de cores e movimento, as imagens trazem histórias de busca de uma identidade coletiva na luta contra o individualismo que absorve memórias e raízes cotidianamente.



Luish Moraes Coelho graduou-se em Desenho Industrial e cursou mestrado em Artes Visuais na Universidade de São Paulo, Brasil.


Professor de Fotografia na Escola de Belas Artes da UFMG, é também escritor, poeta e designer de produtos.
Desde 2004, realiza exposições de fotografia, instalações e vídeo com destaque para a individual Meta-Câmeras em 2007 na Galeria de Arte Copasa em Belo Horizonte, Brasil.


Participou da coletiva Palavra-Silêncio sob a curadoria de Geraldo Souza Dias.


Apresentou o vídeo-animação "Assim no Céu como na Terra", no Festival Anima Mundi.”


“Utilizo câmaras Pinhole (de orifício) com filme 120 (médio formato) para produzir Estreitorama.


Estas câmaras permitem mais liberdade de criação e boa qualidade na ampliação. A imagem resultante, apesar de fotográfica, aproxima-se mais de uma imagem mental do que óptica, onde um espaço visual é construído depois de o filme assimilar múltiplas sensações.


Para isso, dentro da câmara, coloco retículas gráficas de pontos. Estas retículas permitem criar máscaras de meio-tom, assim como sobreposições de formas e cores. Eu amo retículas!


No início do século XX, sua invenção foi fundamental para a impressão da fotografia em larga escala nos jornais e revistas.


Agora, trago-a para a matriz fotográfica, faço fotos que já nascem com uma trama de pontos. Uma foto construída de partes estreitas, de trechos de luz e sombra, colhidos linearmente, um após o outro, como um texto, onde colocamos palavra após palavra para criar imagens na mente do leitor.”
(Luish Coelho)


Inauguração: 01 de Agosto às 19:00 horas.

Até 31 de Agosto de Terça à Sábado, das 13:30h às 19:00h

Colorida Galeria de Arte Rua Costa do Castelo 63, Lisboa(Ent. Esc. Marques Ponte de Lima, 1A)Tel 211 512 142www.colorida.pt

No Mercado da Ribeira pode comprar livros com 40%



LIVROS COM DESCONTOS
DE 40% NO CAIS DO SODRÉ


A Feira do Livro da Ribeira “Leituras de Verão” está a decorrer, no 1º piso do Mercado da Ribeira, no Cais do Sodré, diariamente, das 10h00 às 19h00, até 10 de Agosto.
Na feira, organizada pelas editoras ali presentes, podem ser encontrados livros de todos os géneros literários, como a Ficção, o Infantil, o Técnico e Prático, as Artes e Ofícios e as Ciências Sociais.
Esta é uma Feira de Grande Desconto, com reduções de mais de 40 por cento em alguns livros face aos preços iniciais de venda ao público, e uma vasta oferta nas áreas da ficção, livros de viagens e infantis.
No espaço “Leituras de Verão”, os visitantes podem ainda admirar uma exposição de venda de artesanato, velharias e bric-a-brac.
A localização privilegiada do Mercado da Ribeira permite um acesso fácil e rápido, através do Metropolitano de Lisboa, da Carris, da CP, ou da Transtejo.

Feira do Livro da Ribeira “Leituras de Verão”
Decorre até 10 de Agosto
Espaço da Ribeira, no 1º piso do Mercado da Ribeira
Todos os dias das 10h00 às 19h00
Entrada livre

Paulo Gonzo actua no Casino Estoril

Paulo Gonzo traz grandes êxitos
ao Du Arte Lounge do Casino Estoril

Em concerto agendado para a próxima Quinta-Feira, Paulo Gonzo regressa ao Du Arte Lounge para revisitar os melhores êxitos da sua carreira, incluídos, aliás, no álbum “Perfil”.
A partir das 23 e 30, o cantor protagoniza, assim, mais uma etapa do ciclo de “Grandes Concertos do Casino Estoril”.
Inspirado nesta colectânea, Paulo Gonzo redescobre, nos seus concertos, um conjunto de composições bem conhecidas do público.
São baladas obrigatórias como “Jardins Proibidos”, “Dei-te Quase Tudo”, “Pagava P’ra Ver”, “Ser Suspeito”, “Sei-te de Cor” ou “Falamos Depois”.
“Perfil” constitui, assim, uma importante etapa no percurso musical de Paulo Gonzo, que escolheu, também, para este disco outros temas emblemáticos como “Diz-me Tu”, “Leve Beijo Triste”, “Pedras da Calçada” ou “Acordar”.
O versátil intérprete é apreciado, também, pelas influências dos blues, soul, pop e rock.
“Honest I Do”, “Bright Lights, Big City”, “She” ou “So Do I” são versões que assinalam as suas incursões pelo inglês.
Conhecido pelo seu ambiente intimista, o Du Arte Lounge constitui o espaço ideal para o cantor percorrer a sua discografia, reeditando, assim, outras memoráveis noites em que esgotou aquele espaço do Casino Estoril.
Com um versátil programa, o Casino Estoril acolhe, logo às 21 e 50, o Trio Nistorovs, que exibe um original número de patinagem acrobática.
A partir das 22 horas, a banda Lisboa Não Sejas Francesa assegura a animação musical.
O Trio Nistorovs repete a sua actuação, às 23 e 15, antecedendo o concerto de Paulo Gonzo, agendado para as 23 e 30.
A partir da uma hora, um conceituado DJ assegura um ambiente festivo até de madrugada.


Jardim de S.Pedro de Alcântara já tem quiosques!

Abertura dos Quiosques do
Miradouro de S. Pedro de Alcântara

Na próxima quarta-feira, dia 30, pelas 13h00, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, e o vereador do Pelouro dos Espaços Verdes, José Sá Fernandes, estarão presentes na abertura ao público dos quiosques instalados no Miradouro e Jardim de S. Pedro de Alcântara (Jardim António Nobre).
Trata-se de duas cafetarias atribuídas pela Câmara Municipal de Lisboa através do lançamento de uma hasta pública para concessão da exploração de dois quiosques (um de pequenas dimensões e outro grande) do ramo alimentar com esplanadas, pelo período de três anos, prorrogável até ao limite máximo de cinco anos.
Houve 14 concorrentes e a concessão foi atribuída ao que apresentou o maior valor de licitação.
Recorde-se que o miradouro reabriu no dia 1 de Fevereiro depois de ter estado fechado durante dois anos para obras de requalificação.
Os quiosques agora instalados visam permitir uma maior fruição do espaço pela população
O horário de funcionamento das cafetarias será das 10h00 às 23h00, de domingo a quarta-feira, sendo que às quintas, sextas-feiras e sábados encerram às 02h00.

Feira do Livro em Portimão



Títulos para todos os gostos na zona ribeirinha da cidade
Milhares de livros podem ser folheados e adquiridos até 24 de Agosto na Zona Ribeirinha de Portimão, em mais uma edição Feira do Livro que junta as melhores propostas literárias de cerca de 150 editoras.

Clássicos, best-sellers, obras técnicas ou infanto-juvenis, de tudo se pode encontrar neste certame generalista a preços reduzidos, com descontos médios de 20 por cento.

Foram adquiridos no ano passado cerca de 25 mil livros - sobretudo romances, títulos de auto-ajuda e obras infantis - por cerca de 90 mil frequentadores, para um volume de negócios de 300.000 euros. Estes dados reforçam a posição da Feira do Livro de Portimão como o terceiro maior evento do género no país, a seguir a Lisboa e ao Porto.

Destaque para as diversas sessões de autógrafos com escritores nacionais, estando neste momento confirmadas as presenças de Júlio Magalhães, no dia 2 de Agosto, Gerónimo Stilton (Boneco) nos dias 8 e 9, e António Calvário, dia 16, sempre às 22h00.

Tanto o contacto entre escritores e leitores, como alguns momentos musicais, a cargo do Conservatório de Música de Portimão (às 22h00) e a Hora do Conto destinada aos mais pequenos (21h00), têm lugar no “Espaço à descoberta das palavras”.

A Feira do Livro de Portimão, que funciona numa mega-tenda climatizada, com cerca de 5000 m2 e localizada junto à antiga Lota, abre as portas entre as 19h00 e as 24h00.